quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Tatuagens que eu farei (um dia)


Falei recentemente, meio que indiretamente, sobre essa coisa de tatuagem por aqui, mas isso não tem nada a ver com o que me trouxe a falar sobre o assunto por aqui de novo. É que aconteceu um fato... engraçado.

Fiz a minha primeira tatuagem!

EEEEEEEEEEE

Provavelmente você foi mais um dos trouxas que caiu nessa. Essa âncora aí, amiguinhos, é de canetinha. Fiz isso na escola, quando cheguei em casa, fiz a pegadinha com a minha mãe. E não é que ela não só acreditou como duvidou que tudo não passava de uma piada? Foi um escândalo. Juro que se eu tivesse gravado, toda internet estaria rindo da reação dela. Eu fiquei foi apavorada. Bom, se isso serviu de alguma coisa, foi para eu nunca, nunquinha, vir para casa com esse tipo de surpresa.

Sempre quis marcar a minha pele. Sempre sempre sempre. Tanto que eu pareço uma criancinha me riscando loucamente. Além de babar com os trabalhos do Miami e LA ink, tatuagem para mim é uma forma de contar histórias, de mostrar ao mundo quem você é ou pelo o que você passou, uma maneira de dizer coisas a si mesmo todos os dias até o fim dos deles. Enfeita o corpo. É arte.

Claro que nem sempre as coisas saem bem. Por isso, não custa repetir que é essencial procurar um bom profissional e ter certeza absoluta do que se quer. Posso falar por mim, apesar do desejo de fazer tatuagem, decidi esperar pelo menos até os 18 anos para fazer a minha primeira. Ok que mesmo se eu quisesse fazer agora eu não poderia porque meus pais são completamente contra, mas ainda que tivesse permissão, esperaria. Pelo menos metade dos desenhos do post eu já quero fazer há anos, e vou passar mais alguns amadurecendo completamente a ideia para não me arrepender de jeito nenhum.

Nem tão cedo farei uma tatuagem, porém não custa sonhar né? Por isso, fiz um apanhado das tatuagens que pretendo fazer um dia aí na minha vida para mostrar a vocês. Sei lá, adoro esse tipo de post.


Tatuagens com frases são lindas né? Sobre a primeira tattoo, o que mais me chamou atenção foi o local. Nada óbvio, discreto e interessante. Não sei o que, mas com certeza quero fazer alguma frase com fonte tipográfica nessa região.

Wanderlust: palavra em alemão (♥) que significa desejo de viajar. Não preciso explicar o porquê dessa né? Eu só mudaria o local, quero declarar meu desejo de viajar na costela. Acho lindo.

As aspas têm a ver com o meu gosto pela leitura e escrita. É um sinal bonito e ainda vem de brinde com uma metáfora sobre a vida ser uma citação. Só mudaria o local, faria as duas separadas nos dois braços ou nos ombros. Também quero tatuar reticências porque sou muito prolixa, reticente, nunca consigo terminar as coisas, e, bom, se você ler o que escrevo, saberá que uso e abuso deste sinal infame...

♥ Fernweh: outra palavra em alemão (♥), significa algo como "saudades de viajar".



Se eu tenho alguma certeza na minha vida, pelo menos no ramo das tatuagens, é que eu quero fazer uma rosa dos ventos no antebraço. Sempre fui apaixonada por esse desenho desde os livros de geografia, depois, me vi uma travelholic e foi só juntar o útil ao agradável. Adoraria que essa fosse a minha primeira tatuagem mas como é um desenho razoavelmente grande, acho melhor começar por algo menor. A grande dúvida agora é sobre o estilo e as cores da tatuagem. No início queria algo mais simples, mas fiquei louca pela segunda tattoo. O que acham?



Mais uma rosa dos ventos... O que me chamou atenção aqui foi o estilo da tatuagem, essa tinta branca é muito legal. Quero ter uma no estilo, mas não uma rosa dos ventos.

Let it go... Uma vez me colocaram o apelido de rainha da Sibéria de tão fria que sou. Ou melhor, tão fria quanto pareço. Se você colocar uma câmera escondida no meu quarto, saberá que isso não é de toda verdade. Tenho um lado quente até demais. De qualquer forma, o apelido que era para ser pejorativo até que me agradou. Isso aconteceu bem na época de Frozen, e putz, como eu amo esse filme. Até me fantasiei de Elsa no carnaval. Por isso, e por ser algo bem bonito, quero tatuar meu floquinho de neve. Para balancear a temperatura, pretendo fazer também uma pequena chama, uma coisa em cada braço. Quem sabe assim eu me torno menos desequilibrada.


Ok, essa coisa de listra de meia calça na perna é puramente estética. Pode parecer meio brega, sem noção, sei lá.  As das fotos são muito legais, mas acho que vou fazer algo ainda mais simples. Um detalhezinho mesmo. Enfim, quero fazer e pronto. Hm. Haha.





Ampulheta, além de um formato de corpo belíssimo, é um objeto perturbador. O tempo em si é perturbador. A ampulheta representa perfeitamente isso, nos lembrar que o tempo passa. Pensar em morte e tudo mais me deixa mal e me dá angústia, porém, é só com a consciência de que nós não temos todo tempo do mundo, que vamos aproveitar os grãozinhos da nossa ampulheta da melhor forma possível. Quero ter uma no meu corpo para sempre me lembrar disso.

Não basta marcar num desenho no papel por onde já passei, eu teria que marcar na pele. A ideia de ter um mapa mundi tatuado e ir preenchendo aos pouquinhos conforme eu fosse conhecendo novos lugares é incrível mas percebi que para a ideia funcionar eu teria que fazer um muito grande e não é bem o que eu quero. Achei melhor então fazer um mapa menor mesmo, coloridinho.


♥ Comecei a observar o céu de forma diferente depois que fui ao deserto do Atacama. Infelizmente, na cidade, não dá para ter aquele céu de tirar o fôlego. Mesmo assim, todos os dias quando vou à padaria paro para contemplar as estrelas. Me julguem, mas gosto de tatuagens de estrelas desde que vi a da Rihanna na nuca. Depois das Panicats, entretanto, com aquelas estrelas vazadas no ombro, criei um preconceito gigantesco com as pobres estrelinhas. Bobagem. Assim nas costas, como constelações, confundidas como pequenos sinais, são lindas e discretas. 

Essa tatuagem está mais para piada interna. Não tenho religião, mas sou daquelas que a força do hábito ainda leva a falar o nome de Deus em vão centenas de vezes ao dia. Por isso, comecei a trocar o D pelo Z. Tem problema em invocar o chefão do Olimpo? Não sei. As nuvens com raios ou só raios, não sei, me lembram Zeus, e, sei lá, seria interessante tatuar algo relacionado a isso.

Lâmpadas para iluminar minhas ideias, por favor. Estou precisando. Quero riscar uma na nuca, com o fio descendo da cabeça, de cabeça para baixo. Ideias ideias ideias.


O arco e flecha tem dois significados distintos. O primeiro tem a ver com o meu signo, sagitário. Confesso que meu ceticismo é meio estranho. Não é que eu acredite em signos, só não dá para negar o quanto me encaixo com o meu. Sou a pessoa mais sagitariana que conheço. Claro que é mera coincidência, mas gosto disso. O segundo tem a ver com outro filme que amo: Valente. Se pá ainda faço outra tauagem em homenagem à Mulan. Me identifiquei com a Merida desde o primeiro trailer - não que eu fosse tão brave como ela -, aquele cabelo, aquele jeitão revolts, aquela mania de fazer o que quer... <333

Descobri essa tatuagem naquele post sobre estilo ponto cruz que eu falei por aqui, achei lindo e que tinha tudo a ver, já que uma das minhas grandes paixões é a moda. Também lembra minha tia, que praticamente me criou junto com meus pais, e é interessante porque parece que foi costurada na pele.

♥ Só um pequeno detalhe a ser descoberto só pelos mais atenciosos.

♥ Apesar de sempre ter achado o desenho da âncora bonito, tinha aversão a essa tatuagem de tanta gente que tatua âncora. Acontece que depois da trollagem com a minha mãe, decidi que o faria mesmo assim algum dia.

E vocês, têm tatuagens? Têm vontade de fazer uma algum dia? Me contem!




2 comentários:

  1. Oi, Alice!
    Essa tatuagem das aspas está na minha listinha pra ser feita (e tenho exatamente essa mesma imagem como referência rs). Também quero tatuar algo relacionado a viagens, só ainda não sei o quê. Penso em fazer algo que me lembre Londres, minha cidade preferida no mundo inteiro até agora <3
    Além disso, quero fazer uma âncora na perna, próxima ao calcanhar. Meus pais irão se mudar para o litoral, vai ser uma forma de homenagear (além de eu achar o desenho lindo!).
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Londres é incrível mesmo. Eu estava pensando em fazer um intercâmbio na Holanda e se fizesse isso, tatuaria tulipas ou bicicletas (ou os dois). haha. Âncoras são muito legais, gente. <33

      Beijão!

      Excluir

Dê seu pitaco!