domingo, 4 de janeiro de 2015

2014: uma foto por mês

Decidi ser egocêntrica no projeto fotográfico proposto pelo Rotaroots. A ideia era o seguinte, resumir seu ano em 12 fotos, postar e seja o que Deus quiser. Só que tem um problema. Meu ano não foi dos melhores, não estive lá muito inspirada na maior parte do tempo. Céus, as pessoas já não aguentam mais me ouvir reclamar, e para falar a verdade, nem eu estou aguentando.

Bom, percebi que a maior parte das fotos tiradas por mim nesse ano foram selfies (por mais que eu odeie de todo o meu coração essa palavra) e fotos da minha cara em geral. É por isso que resolvi padronizar o negócio e escolhi uma foto por mês só que do meu próprio rosto. Ok, ok, deve ser meio chato ver a Alice X 12 mas o blog é meu e eu faço o que bem entender.

Outra coisa, eu deveria ter postado isso no dia 31. Porém o meu atraso é regra.

Well, guys. Enjoy. It's just me, myselfies and I.

Desculpem o trocadilho, não resisti. hihi



♥ Janeiro


Por incrível que pareça, eu não tenho uma foto sequer da minha noite de ano novo, que foi num hotel em Foz do Iguaçu. Tinha tudo para ser uma chatice, e no final, foi super engraçado. A propósito, eu deveria falar dessa viagem por aqui. Fico devendo essa. 

Bom, depois que voltamos (de carro) para Maceió, ainda deu tempo de aproveitar um pouquinho as férias por aqui também. Pouco antes da volta às aulas, fui a uma casa de praia no Francês com umas tias e primas, onde tirei essa foto. Eu havia acabado de acordar depois de uma noite de sono numa barraca de acampamento. Foi super legal pra mim, porque eu nunca acampei, e dormir no jardim da casa foi quase isso. Eu e minha prima parecíamos duas crianças brincando de cabaninha, haha.



♥ Fevereiro

Tirei essa foto em algum lugar de Salvador. Fomos pra lá com uns tios e primo ver o show do Elton John e aproveitamos para conhecer a cidade. Quer dizer, eu fui para ficar com a minha irmã, mas no fim minha mãe me deixou ir no lugar dela, haha. Infelizmente não aproveitei tanto a viagem porque no primeiro dia eu estava bem doente. Nem conheci o Pelô, nem fiz aquelas trancinhas de baiana. Fica pra próxima!

Ah, e sobre o carnaval, o meu se resumiu em tentar ganhar dinheiro vendendo sanduíche na praia. Também teve um "trote" no colégio em que eu me vesti de homem (os meninos se vestiram de meninas), mas como é só uma foto por mês...



♥ Março

Eu não lembro exatamente nada do mês de março. Essa foto a minha prima tirou de mim num bar da praia de Ponta Verde e eu gostei. É isso.



♥ Abril


Também não lembro muita coisa sobre Abril. Tirei essa foto quando cheguei em casa do colégio porque tivemos que fazer um trabalho de sociologia sobre tribos. Isso aí era para ser uma hipster. Pareço hipster?



♥ Maio


Let the games begin! hohohoho. Maio foi o mês dos jogos internos do meu colégio (perdemos) e posteriormente, da competição de dança (perdemos). Gente, me apresentei no maior teatro da cidade, tá? Amei tanto aquilo, que por mim, entraria naquele palco todo santo dia. O problema é que não sei dançar, nem cantar, nem atuar... e aí, faz como? Essa foto eu tirei no camarim assim que acabaram de fazer meu cabelo e maquiagem. Ah, o tema era anos 90. Ficamos em último lugar, mas foi legal.



♥ Junho


Sim, teve copa. Céus, que saudade da copa. Tirando os problemas, que todos nós já conhecemos, aquilo foi maravilhoso! We were one, baby. Fui a um jogo da Alemanha em Fortaleza e foi suuuper legal. 

Vou contar pra vocês, eu quase nem viajei porque peguei uma puta de uma briga com o meu pai antes de ir para a rodoviária (o nosso voo era em Recife). Ele implicou porque estávamos levando "coisas demais" e eu bati o pé porque não estávamos não. Não sei porque estou expondo isso, não é algo do que eu gostaria de me lembrar daqui há 10 anos quando voltar ao blog para matar a saudade mas enfim, eu tô afim de contar. Foi um barraco daqueles. No meio da rua, muitas lágrimas, gritos, vizinhos olhando pela janela, casaco novinho da Alemanha sendo jogado no chão... Pois é.

Não quis mais viajar nem nada mas a mãe acabou me convencendo. Eu ainda estava muito puta com o meu pai porém não tinha como ficar daquele jeito por muito tempo não. É entre tapas e beijos mesmo, sempre foi assim e sempre vai ser. O único problema é que não pude levar a minha câmera porque ele achava que seria muito peso para carregar, ou seja, sem muitas fotos. Só tínhamos dois Galaxys com câmeras péssimas e uma filmadora igualmente ruim. Depois ele confessou estar arrependido por ter deixado em casa tantas coisas importantes. Chupa, eu tinha razão. haha.

Quantas palavras desnecessárias para o mês de junho. Bom, ainda sobre a viagem, passeamos pela orla de Fortaleza, fomos à Fan Fest, conversamos com gente do mundo inteiro, fomos confundidos com gringos, dormimos uma noite no aeroporto por falta de hotel, e por último e não menos importante, fomos ao jogo!

No entanto, junho não se resume a esse fim de semana não. Nos jogos do Brasil, sempre tinha uma festinha familiar para ir. Cá pra nós, a que rolou aqui em casa foi a melhor. Além da família, também chamei uns amigos pra cá. Depois da partida, teve música ao vivo no bar aqui da frente, ficamos dançando e foi bem legal.

No fim, acho que junho realmente se resume à Copa do Mundo. Saudades.

Ah, essa foto eu tirei no estádio, durante o jogo da Alemanha.



♥ Julho


As únicas coisas que posso me lembrar sobre julho também são sobre a copa do mundo. A começar pelo 7x1... Não teve festa, mas alguns tios meus vieram ver o jogo aqui em casa. Foi engraçado porque a cada gol uma pessoa ia embora. Não sei em que gol eu subi para o computador, mas de qualquer forma, foi engraçado. Coloquei umas músicas disco pra tocar, dancei e zoei muito no twitter. Por mais que eu gostasse da Alemanha, é claro que eu torci pelo Brasil por motivos de: se fôssemos para a final, imagina a festa?

Porém não fomos. De qualquer forma, torci muito para a Alemanha na final, embora ela tenha sido decepcionante. O problema não foi o jogo em si, mas o local onde estávamos. Cadê a festa, galera? Tava tão desanimado que larguei a TV e fui tomar banho de piscina. Podem me chamar de poser, mas na verdade eu não gosto de futebol, gosto de festa. Aí a Alemanha ganhou e não teve festa.

Ainda assim, foi legal. Tirei essa foto antes do jogo, no restaurante onde almoçamos. A qualidade definitivamente não está lá essas coisas, mas o que importa é que eu gostei. Tirei com a câmera frontal do iPhone do meu pai e essa luz ajudou a piorar a situação. Por outro lado, adoro quando o sol dá esse efeito na foto. E como eu já disse, o que importa é que eu gostei.

Embedded image permalink

♥ Agosto

Sem muitos comentários sobre agosto. Tirei essa foto numa apresentação da escola sobre o folclore. Na verdade, foi uma reapresentação de parte daquela dança do mês de maio. Dançamos lambada, pagamos mais um mico e mais uma vez foi divertido. Fim.

Lembrei de outra coisa. Exatamente no dia 23 de agosto, abandonei o meu celular. Era um galaxy antigão que herdei do meu pai quando ele comprou o iPhone dele. O pessoal me chamou de louca, outros disseram ter vontade de fazer o mesmo. Eu já estava de saco cheio daquilo, aí meus pais pegaram no meu pé e eu simplesmente falei: "toma, fica pra você". Claro que eu coloquei uma senha para ninguém ver nada, o que foi um problema depois... Aproveitei e larguei a internet de forma geral.


♥ Setembro


O que fiz em setembro? cri cri cri. Eu estava sem celular, sem internet, afastada de qualquer tipo de tecnologia (queria até tirar a TV do quarto) então não tenho fotos nem nada.

Ou melhor, eu achava que não tinha. Eu fucei o meu computador até achar algo do mês de setembro. E achei. Essa foto nada mais é que a prova de um crime, ou quase. Estava sozinha em casa quando a luminária caiu do nada. Então peguei a câmera e fotografei tudo para mostrar aos meus pais quando eles chegassem porque senão eles colocariam a culpa em mim. No fim, eu nem achei as fotos tão ruins assim, lembrei de Skyscraper da Demi, sei lá.



♥ Outubro

Como não tinha uma foto minha sequer em de outubro, tive que quebrar a regra. A minha amiga Karina clicou essa foto no dia em que cantei no festival de música da escola. Mais um mico para a lista. Enfim. Esse daí é o Rob, que cantou comigo mais outros dois amigos. Postei essa foto no instagram, pensaram até que eu estava ficando com ele, haha. Na verdade, estávamos apenas brincando de editorial da Vogue, galera. Pelo jeito não deu muito certo né?

Meu celular ainda estava intocado, porém, por causa de um trabalho ridículo, fui obrigada a voltar a usar a internet. Bleh.



♥ Novembro

Mês de ENEM, provas finais, início de férias... Sobre o ENEM, fui treineira esse ano, fiz uma prova ok, uma redação péssima e já estou nervosa para o ano que vem. Sobre as provas finais, eu faltei duas provas, depois soube que não poderia fazer segunda chamada, e para ser sincera, não estava nem aí para elas porque eu não precisava de muitos pontos para ser aprovada. E sobre o início das férias, passei direto e estou vegetando em casa desde novembro.

Sobre a foto de péssima qualidade, tirei porque simplesmente estava me sentindo linda neste dia. Algum problema em se sentir bonita? Fui à confraternização do trabalho do meu pai numa boate daqui. Pois é, para quem não põe a cara para fora de casa, você se anima até para uma festa onde não tem ninguém a ver contigo. Espera, vou escrever sobre isso.

Só para lembrar, eu ainda estava sem celular, só que dessa vez não foi por livre e espontânea vontade. No segundo dia do ENEM, cheguei em casa e resolvi reativar o meu celular. No entanto, a senha que coloquei foi tão segura, mas tão segura, que nem eu sabia mais qual era. Resultado, nem a conta do google pegava, nem o botão que aperta para resetar pegava... perdi o celular.


♥ Dezembro

Dezembro geralmente é um mês animado. Meu aniversário, natal, ano novo e afins. Já falei sobre o meu aniversário por aqui, não é uma coisa da qual eu gostaria de falar de novo. Sobre o natal, também não tenho muito o que dizer. No réveillon fui à uma festa num bar perto da praia com os meus pais e meu avô. Eu não estava muito empolgada, não foi ruim, mas sei lá... Bom, tá aí outra coisa da qual eu não tô afim de falar agora.

De qualquer forma, nesse mês ganhei uma bicicleta linda e herdei o iPhone do meu pai, pondo fim ao meu então jejum de celular. Foram quase quatro meses sem celular. E quer saber? Foi tão bom. As vezes até quero fazer isso de novo. E pode ter certeza que daqui para o fim de ano farei. Por outro lado, tirei bem mais fotos com o meu iPhone "novinho", o que foi legal.

No entanto, por mais que eu tenha tirado fotos melhores nesse mês, a escolhida para dezembro foi justamente essa por ter sido a última do ano.


E é isso. Adeus 2014.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê seu pitaco!