quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Rosa choque

Vieram me contar sobre uma matéria idiota de uma revista teen, que, pasmem, é voltada para garotas jovens e ainda assim publicam um texto escrito por carinhas bonitas e, provavelmente, de mentes vazias, que diz como devemos ser. Coisa que escuto de velho machista, coisa que eu poderia ouvir da minha mãe e que foi parar no site da revista para gente da minha idade.

Juízes de franjinha deram sua opinião e etiquetaram as garotas para ficar e garotas para namorar. Parece piada, mas não é. Por acaso, dez anos mais tarde, eles vão dizer que uma mulher não pode casar porque não sabe cozinhar? Eu não duvido nada. E por mais que os rótulos façam parte das nossas vidas - afinal, não serei hipócrita e não direi que nunca chamei ninguém de vadia -, é um absurdo ver tanta besteira passar por quem gastou quatro anos da vida estudando jornalismo.

Já li e leio Capricho, se quer saber. Afinal, não passo de uma garota de 14 anos que, convenhamos, quer ler algumas besteiras só porque acha legal. No entanto, certas coisas eu sinceramente não consigo engolir. Não sou ninguém e até aceitaria de bom grado trabalhar naquela redação rosa e brilhante, mas se é pra criticar, vamos lá. Colírios, baladas, famosos, garotos dizendo como devemos agir e blá blá blá. A vida de sonhos que aparece na Capricho fazem as adolescentes bobinhas acreditarem que sua vida é uma droga. E por mais que eu goste de ler algumas bobagens, assuntos sérios também fazem parte. Adolescente não vive só de caras gatos e moda.

De fato, Capricho poderia ser uma boa revista para garotas. Mas para isso, primeiro, nós poderíamos deixar de ser tratadas como se fôssemos tolas e mesmo que o público alvo seja gente jovem, é bom lembrar  que amadurecer faz bem e que o mundo é muito mais que garotos, baladas e rosa choque.


8 comentários:

  1. Antigamente eu achava que era apenas a opinião que eles tinham, afinal todos tem opiniões sobre o que gostam né, mas ultimamente parece até que querem que você siga aquilo e se você não seguir você está fora do que os meninos procuram. Por favor né rsrs.
    Beijos.

    sonhosdegarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode até ser opinião (opinião de gente estúpida), mas o problema é que muitas adolescentes, com seus problemas de autoestima e tudo mais, leem isso e se moldam para satisfazer a os garotos, entende? Além disso, distribuir uma opinião machista como essa é deplorável.

      Excluir
  2. Alice, já faz algum tempo desde minha visita mais recente. Mas acho que escolhi o post certo para voltar a acompanhar o Pequena Aventureira. Você escreveu muito bem. Realmente gostei do texto, bem escrito, ideias concisas e coesas, tudo no lugar certinho. É bom saber que existem adolescente como você, que se preocupa com algo além da opinião do seu rock star favorito. Isso é muito importante, sua visão crítica é admirável. Parabéns.

    Um grande beijo!
    It's just my humble opinion!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito (muito mesmo, viu?) feliz que tenha gostado, <3

      Excluir
  3. Concordo plenamente, leio Capricho, mas convenhamos que já tem um tempo que ela quer ditar o jeito adolescente de ser. Isso não tem cabimento algum, o dever dela é ajudar e aconselhar garotas e não obrigá-las a fazer coisas ridículas como estas. Parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema todo é que tem garotas que se moldam do jeito que revistas como a Capricho, dizem como você deve ser.

      Excluir
  4. Suuper concordo! Eu não sei pq leio, acho que é só pra me revoltar com o que escrevem, porque é cada coisa --'

    ResponderExcluir

Dê seu pitaco!