segunda-feira, 1 de julho de 2013

Não é culpa da bola

proud | via Facebook
Créditos

Futebol é diversão, e cá entre nós, todo mundo precisa se entreter do jeito que gosta. Já virou tradição. Torcer pelo seu time emociona, torcer pela seleção até une a nação por um momento, e de quebra, o esporte ainda salva algumas vidas de um futuro pior. Agora me digam sinceramente, que pecado há nisso? Digam mesmo?

Os 20 centavos do transporte público de São Paulo fez com que saíssemos às ruas para reivindicar os nossos milhões, bilhões, trilhões gastos de forma errada nesse país. Reclamamos da carestia, da roubalheira e da Copa. E eu achei incrível ver milhares de brasileiros deixando o sofá e a novela para tentar mudar alguma coisa.

Enquanto isso, a bola da Copa das Confederações rolava pelo Brasil afora. Víamos pela Rede Globo a nossa grana jogada num estádio. Concordo com você, Ronaldo, até a minha irmã de três anos sabe que não se faz um mundial de futebol com hospitais, mas será que nos precisávamos de Copa do Mundo? Não sei. Só sei que não se salvam vidas nem se educam crianças com estádios, e isso também qualquer criança - mesmo que esteja numa escola precária, como de costume - sabe disso.

Costumam colocar a culpa da inércia brasileira no futebol. Alemanha, Inglaterra, Itália, Espanha, Portugal, França também amam o esporte e são países completamente diferentes do nosso, ainda que em tempos de crise. A nossa idiotice quando se fala em política é uma coisa muito mais profunda, talvez até muito anterior ao tempo em que começamos a ficar viciados pela bola.

Há uma inversão de prioridades gritante e revoltante, mas a revolta veio tarde demais. Devíamos ter dito um não logo quando nos candidatamos a sediar o mundial. Sinto informar aos que desejam boicotar a copa que isso não adianta de nada. Não dá para re-transformar concreto em dinheiro. E o cidadão que junta a família para curtir um bom jogo não faz nada de mal ao país, nem mesmo aquele que sai de casa para ver de perto o tão falado "padrão FIFA". Aliás, por mais que a FIFA seja filha da mãe, temos que lembrar que foi o Brasil que quis sediar o evento.

O que nos resta a fazer é ter vergonha na cara e deixar no passado a tradição nacional de ser  otário. Agora é preciso mais do que nunca ficar de olho no país e não mais esperar tanto tempo para vomitar todos os sapos engolidos ao longo de anos de uma só vez. E ser mais inteligente não é ser chato, é cuidar do que é seu.

É preciso brasileiros que liguem mais para o futuro do país do que para o fim do campeonato. Precisamos de mais nacionalismo, mas dispenso aqueles que só usam verde e amarelo no estádio. Precisamos urgentemente de patriotas na rua, em casa, no trabalho, e principalmente, nas urnas.

7 comentários:

  1. Cara, como é bom encontrar alguém com uma opinião tão coerente. Muitas pessoas acordaram sim, mas algumas estão passando dos limites, estão ficando obcecadas, alienadas, cegas. Não é culpa do futebol, de quem assiste a Globo ou do jornalista que expõe (de forma justa, é claro) o vandalismo. A gente tem que lutar, sim, mas lutar contra os inimigos certos. Bancar os revolucionários de facebook não vai mudar nada.

    Amulherqueeugostariadeser.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esses extremismos de pseudo revolucionários que nem sabem o que estão fazendo estão me enchendo o saco. Acho que nós devemos mesmo acordar e ir para as ruas, mas sabendo o que estamos dizendo, ao contrário de ALGUNS manifestantes, que vão pela modinha. O vandalismo existe e a mídia, claramente contra as manifestações, focam justamente na minoria baderneira tentando desmobilizar o movimento. Precisamos ser mais inteligentes não só na forma de protestar, mas na hora de reivindicar as coisas certas.

      Excluir
  2. É... Disse tudo... !

    http://www.jeito-moleka.blogspot.com.br/2013/06/sobre-o-livro.html

    ResponderExcluir
  3. Lice! (posso te chamar assim? acho tão fofo esse apelido, queria ter um apelido, meu nome é Audrey - Tamy rs - e é difícil ter apelido. Eu amo meu nome, mas mesmo assim, eu queria ter algum diminutivo, você tem?)
    Amei o texto, concordo com tudo que você disse. Desnecessário o que o Ronaldo e Pelé falaram, na minha opinião. Eu acho que nossa tradição no futebol é algo que tem de ser mantido, porque eu gosto da nossa seleção ser a que venceu mais vezes a Copa do Mundo (se não me engano), e gosto de toda a emoção de um jogo de futebol. Mas colocar isso na frente de tudo é burrice. Brasil nunca deveria ter se candidatado a ser sede da copa, ele não tem infraestrutura nem para seus próprios habitantes.
    Enfim, agora é tarde, a Copa tá aí.
    Agora mudando de assunto, e voltando ao assunto da postagem anterior, mais especificamente do meu comentário, eu acesso aqui todos os dias, sério! Quando a gente quer alguma coisa às vezes parece que o mundo conspira contra #muitotroll.
    A novela... Sei lá. Como disse, nem tenho paciência para assistir kkk. Mas eu gosto dela, se vc quiser MESMO ver http://tvg.globo.com/novelas/sangue-bom/videos/
    Nossa, o ator que interpreta o Kevin é muito lindo, né? >>comentário totalmente desnecessário<<
    Enfim, pessoas legais nunca dizem que são legais ;)
    Tenho vontade de conhecer aí! Eu moro na região Sudeste, no interior de São Paulo. Eu gosto daqui por causa das pessoas (poucas), mas não da cidade. De jeito nenhum. Aqui onde moro nem é bonito. É só uma... cidade. Trânsito, prédios... Essas coisas. E tem muitos Sítio do pica Pau Amarelo, pq foi aqui em Taubaté que Monteiro Lobato foi criado. Às vezes eu tenho vontade de morar em uma cidade praiana, mas não sei se me acostumaria. Não sei se as praias ainda seriam tão importantes para mim, visto que eu as teria sempre. E sobre o descaso, aqui não é diferente. E eu fico -palavrão- com isso. A cidade que j´´a nem é tão bonita fica pior.
    Ah! Eu vou para Disney em outubro...
    Desculpa estar te contando isso, mas é que eu não posso falar com quase ninguém sobre esse assunto. Tipo, falta o visto que vou tirar segunda. Mas minha mãe não quer que eu fique comentando, caso não dê certo no visto.
    E eu to tão animada! Sei que vai dar tudo certo! E eu sei que você viajou esses tempos para a Europa, me diz, você ficou muito ansiosa?
    Eu fico só de pensar!
    Enfim, chega desse texto!
    Beijos,
    Audrey Tamy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabia que eu mal vou à praia? Quando eu era pequena, eu ia quase todos os fins de semana, mas depois de um tempo, eu me abusei e prefiro ficar em casa. Mas sei lá, só de ver o sol se pondo na praia no caminho para o inglês já é legal, sei lá. Ah, pode falar palavrão, hihi.

      Sério? Que legal! Vou te contar outra coisa, vou para São Paulo em Setembro ver o show da Beyoncé e estou MUITO feliz por isso. Nossa, eu fiquei muito ansiosa, mas era uma sensação boa, sabe? Bem, agora eu estou ansiosa por São Paulo (mesmo que eu já tenha ido quando pequena).

      Beijo, beijo.

      Excluir
  4. Boa noite! Adorei o seu cantinho, parabéns. Já estou te seguindo. Se você quiser conhecer o meu será muito bem vinda. Tenha uma linda noite.. Bjs
    Cantinho by Giuly’s
    www.excessodegostosura1.blogspot.com.br
    https://www.facebook.com/CantinhoByGiulysArtesanatos?fref=ts

    ResponderExcluir

Dê seu pitaco!