terça-feira, 25 de setembro de 2012

10 tendências polêmicas da moda

Tumblr_m5z99cumx71qbwiabo1_500_large

Grandes tendências sempre ganham uma legião de fãs... e também uma legião de haters. E isso gera conversa, burburinho, polêmica no mundo na moda. É aquela coisa: ame ou odeie. E como isso gera muita discussão, trouxe para vocês 10 tendências polêmicas da moda nos últimos tempos, e alguns comentários bem sinceros da minha pessoa. Qual você odeia? Ou ama?

Só pra lembrar, aqui ninguém quer "impor" nada não, heim. Eu dei minha opinião, e o que é feio ou bonito pra mim pode não ser para você. O feio e o bonito é só questão de ponto de vista, e a minha intenção é só dar um motivo para uma discussão legal, não confundam as coisas. Sintam-se a vontade a discordar de mim nos comentários, ou não. 


Jeans Detonado
A mania de detonar os jeans não é recente, e depois de ir embora por um tempo, voltou faz algum tempo. Talvez uns 70% dos shorts que vejo na rua tem um rasgadinho ali, uma barra desfiada aqui, pelo menos. Essa mania pegou mesmo, das rockers as "periguetes". Quem ama, acha que é estiloso e de atitude, e quem odeia, chama as pessoas que usam isso de mendigas. Pipocam por aí DIY ensinando a detonar os jeans. Na minha opinião, pode ficar lindo, amo uma hot pant detonada, ou podem ficar como roupa de mendigo,  como a calça da última foto, urgh.


Neon
Faz algum tempo em que as pessoas voltaram a pintar as roupas de marca-texto, como os anos 80. Foi uma febre imensa. Sapatos neon, calças neon (oi Restart, hihi), bolsas neon, sutiã neon, unhas neon, cadarço do tênis neon... E o pior, é que muitas vezes misturava-se isso tudo num look só. Meu pai dizia que quem usava isso estava querendo sinalizar um avião, pois era tão cheguei que até de lá dava para ver. No fim, acho legal e divertido, o problema é pecar nos exageros, ou melhor, não saber exagerar e tornar um exagero no mínimo agradável para os olhos.


 Clogs
Esses tamancos de madeira viraram febre há um tempo atrás. Sinceramente? Acho feio, e me parece bem desconfortável, aliás, todo tamanco me parece desconfortável. Um look com clog pode até ficar bom, mas o sapato é feinho que é danado! Ah, mas o clogg da primeira foto é legal, vai.


Óculos Espelhados
Há dois anos atrás só quem usava óculos espelhados, e principalmente os coloridos, eram as pessoas mais cafonas da face da terra. Mas bastou umas periguetes digo, panicats usarem para todo mundo desejar os famosos óculos da Absurda. Salvando-se algumas lentes espelhadas BEM discretas, eu acho esses óculos muito tensos, principalmente esses coloridos. Isso é uma aberração de feio, não gostava, e nem gosto depois que virou moda. Cruz credo! Mas o retrô da foto da direita se salva, eu achei ele lindo, só gostaria se fosse um pouco mais discreto.


Cropped Top
Se tem uma coisa polêmica é a tal da barriguinha de fora. O cropped top veio com tudo, mas eu só vejo meninas falando por aí: "Acho lindo mas não tenho coragem de usar", e convenhamos que não é das tendências mais democráticas por aí. Na verdade eu nunca usei, mas acho lindo e usaria sem problemas. Eu acho mais bonito quando usado com um short de cintura alta, mostrando apenas um pedacinho da barriga, como na foto do meio (amei esse look!). O cropped top pode ficar muito legal, ou muito feio, é só usar o bom senso.


Mullet
No início era só para as fashionistas de plantão, e só depois chegou para a negada toda que aderiu ao comprimento mullet, a frente menor que atrás. Uma saia mullet fluída e leve, por exemplo, é linda linda linda, assim como uma blusa com as costas um pouco mais compridas. Um meio termo entre o longo e o curto, quando se fala de saias ou vestidos mullet, é bem legal. Mas claro, sempre vão ter pessoas que vão conseguir transformar o mullet num desastre.


Shorts com o bolso para fora
Mas uma tendência que as periguetes de plantão amam, os shorts com o bolso para fora, e não se sinta ofendida se você usa, eu também já usei, confesso. Sabe, se é apenas uma pontinha de tecido do bolso pulando para fora, acho até legal, mas eu já vi shorts que o bolso que pulava para fora eram enormes e horrorosos. Tipo o da primeira foto, isso é muito feio, já o da última foto dá pra engolir. No geral, não gosto, e o short assim que eu já usei além do bolso não ser grande, quase sempre eu colocava-os para dentro, dobrando, haha.


Calças Sarouel
Quem gosta diz que é confortável, prática, e blá blá blá. Mas posso falar? Isso é horrendo! Eu nem sei como descrever essa criatura que as mulheres parecem quando vestem essa calça. Aos meus olhos esse gancho baixo deixa quem usa com cara de desleixada, além de ficar agoniada só de ver essa coisa sobrando aí em baixo. Tem umas de malha também que conseguem ser piores ainda. Já shorts sarouel pode até ficar bonitinho.


Tênis de Salto
Essa é A tendência do momento, daquelas "ame ou odeie". Esses tênis com salto embutido está cada vez mais popular e cada vez mais variado. Nunca usei, apesar de ter vontade, mas dizem que é muito confortável. Eu acho esses tênis legais, mas depende. Eu não gosto desses com o cado muito grande, coloridos demais, ou "grossos" demais. Gosto mais dos pretos e mais discretos em geral. Dos tênis da foto eu não gostei de nenhum, apesar de que o tênis da foto do meio ficou muito bem no look. Se souber usar fica muito estiloso, mas também pode ficar uma papagaiada.


 Crocs
Nos pés de vários teenagers, crianças, e até velhinhos, esses sapatos conquistaram o coração de muita gente. Na verdade eles não são novidades, mas é uma coisa que gera muita polêmica. Conforto, conforto, conforto. Essa é a única desculpa que arrumaram para essa coisa. Isso é feio pra baralho cara. Tem TANTO sapato confortável que não deixa seu pé parecer tão grande e estranho, por que cargas d'água usar isso? Já sei o que vai responder: conforto e blá blá blá. Ah, mas acho crocs muito fofinha em bebês.

E aí gente, quais tendências vocês odeiam ou amam? Contem, contem!

sábado, 15 de setembro de 2012

Discovering Europe: Dresden


Como é bom dar as caras por aqui novamente! Deixa eu explicar, é que faz umas três semanas que a minha internet está uó - e praticamente a cidade inteira que usa a internet da NET - então esse é o motivo da minha ausência. Eu fiquei doidinha doidinha sem internet, sem postar, sem ler posts... Enfim. Na manhã de hoje a internet voltou, e eu estou super animada para colocar isso aqui em dia!

É gente, eu sei que é um absurdo depois de três meses ainda estar em Dresden (ainda falarei de Berlin, talvez Bruxelas, Londres, Paris e a volta), mas eu vou postar tudo o que tiver que postar, não importa o quanto eu demore, terão que me aturar!

De manhãzinha saí de Praga e fui para Dresden. Se não fosse pelo meu Pai, eu dispensaria Dresden. Estava empolgada para voltar a Alemanha, mas não exatamente para conhecer essa cidade. Pois bem, ainda bem que eu fui lá. Eu me encantei com Dresden! Na Segunda Guerra Mundial, a cidade praticamente ruiu em cinzas, sobrando pouquíssimas coisas. A cidade, que ficava antigamente na antiga Alemanha Oriental, está reconstruída, mas até hoje, há várias coisas em reforma. Não sei se foi porque o dia estava bom, mas vale muito a pena visitar Dresden. Sério, eu me diverti muito nessa cidade.


Sinceramente, eu nem me lembro de ver nenhum ponto turístico exceto a Frauenkirche. A Frauenkirche é uma igreja luterana que foi destruída na Segunda Guerra Mundial, foi reconstruída, e reinaugurada em 2005. Andamos até a Frauenkirche, passamos por um mercado, e depois voltamos ao mercado. É num dia desses que se fica evidentemente claro que as melhores coisas de uma viagem não são monumentos e pontos turísticos.

Lá nesse mercado, comemos um Zuckerwatte, ou algodão doce se você não quer dar uma de que está começando a se aventurar pelo Alemão, como eu, andamos de roda gigante, e meu pai até se arriscou a comer as famosas salsichas alemãs. Haviam crianças se molhando numa fonte, ou seja lá o que for aquilo, e eu fiquei morrendo de vontade de ir também. Sentamos num bar ao ar livre, e meu pai tomou uma cerveja preta, e eu uma coca. Ainda conversamos com uns alemães sentados perto de nós, mas nem se anime, eram todos velhos, hihi. E já que eu não sou nada aventureira em se falando em comida, comprei um tradicional Mc Donalds, e fiquei ali, ouvindo uma música alemã que estava tocando em algum lugar, enquanto esperávamos o horário do trem.






A pior e mais cara raspadinha que já tomei!



Frauenkirche e o meu "brother" Martin Luther. Um dos melhores assuntos de história, fiz um trabalho sobre ele.

Homens de areia. Legal não é?











O dia foi muito bom, tudo ocorreu muito bem, mas a viagem para Berlin não teve mordomias. Como o trem estava vindo de Budapeste, que por sinal era muito longe, o trem estava saturadíssimo. O que me restou, foi o assento mais luxuoso do trem: o batente da porta de entrada. Mas esses mínimos detalhes nem importam, afinal, eu estava novamente na Alemanha!


E nos próximos capítulos, digo, posts... Berlin! Ah, minha amada Alemanha.

sábado, 1 de setembro de 2012

Blog intercâmbio de A a Z



Marina Motta é capricorniana, filha de uma casal de arquitetos, é formada em Relações Internacionais.
Apaixonada pelo mundo e por novos destinos,culturas e idiomas é fluente em 5 idiomas (português, inglês, francês, espanhol e alemão) e tem bagagem de 11 Intercâmbios realizados de 1996 a 2001 na Inglaterra, EUA, Austrália, França, Canadá e Alemanha.
(Descrição retirada do blog) 

Bom, acho que todo mundo aqui já sonhou ou sonha na vida não é? E por causa de um dos meus sonhos, que é fazer intercâmbio, eu achei o blog incrível da Marina Motta. Pra mim de longe é um dos melhores que eu já vi, ele dá dicas pra quem vai fazer intercâmbio e pra quem já tá fazendo, além de falar sobre viagens que é um assunto que não gosto nada né? 

Então pra quem não entrou ainda eu convido a entrar! E pra quem vai fazer intercâmbio é um ótimo blog, é daqueles pra salvar nos favoritos e entrar sempre que tiver alguma dúvida ou quiser saber sobre o pais que você vai viajar.

Espero que vocês tenham gostado do post meninas. 
Ate o próximo post (:

Beijos, Camila 

Blog intercâmbio de A a Z