quarta-feira, 24 de outubro de 2012

E quando você é a piada? Um breve desabafo


Hey babys! Sumida eu? Claro! Desculpa... Mas vamos ao que interessa. Acho que vocês já sabem que rolou nesse fim de semana o aniversário de 50 anos do pai da Alice Renise – vocês já devem ter visto o look lindo dela. Se não, olhem aqui - mas dessa vez não vim pra falar de roupas, nem do meu look. Quer dizer, mais ou menos. Explico: o look que usei no dia foi uma calça estampada, uma blusa transparente branca e um oxford nude. Mas a questão aqui não é meu look, e sim o quanto fiquei triste em saber que minha própria família não me apoiou, e me xingou por usar algo que “chama atenção demais”. Perdi a conta das pessoas que vieram rir de mim por estar usando algo tão chamativo, já que a estampa da calça é muito grande. Pois é, me chamaram de Floresta Amazônica, pula-riacho, inapropriada e ridícula.

No começo, confesso que fiquei mega triste. Mas então eu pensei: “Se eu não vou gostar de mim, quem é que vai gostar mesmo?”. E percebi que o importante mesmo era me sentir bem, e apesar de tudo eu estava me sentindo linda. Desculpem se estou parecendo convencida demais, mas de verdade estou exausta! Cansei das pessoas me dizendo quem eu devo ser, ou como me vestir. Cansei das pessoas rindo de mim por gostar de coisas “exóticas”. E cansei, principalmente, das pessoas me subestimando e achando que sou apenas um rostinho bonito. Eu sei que esse papo de “aceitar-se” é bem clichê, mas acreditem: é a mais pura verdade! Conheço meninas que se auto mutilam por comentários indevidos, meninas que vomitam porque alguém diz que ela está acima do peso. Garotas, vocês não precisam fazer isso pra agradar ninguém. Você é linda do jeito que é! E se você está lendo isso e pensando: “Nossa, mas menina gordinha deve emagrecer mesmo”, “Menina que veste isso não tem senso de ridículo”, com perdão da palavra, mas foda-se!


Então, esse é o motivo desse post,  mostrar que você nunca deve se sentir bizarra! Apesar de tudo que as pessoas falam. Bons exemplos podemos encontrar bem pertinho de nós, como a Alice, que passou anos e anos sendo motivo de chacota por causa de seus cachos,  e em vez de acabar com eles, soltou esses lindos cachos que são admirados e invejados sorry por muitas meninas! Outro exemplo é uma garota que se tornou minha ídola, chamada Demi Lovato, que até chagou a cair, mas se levantou com tudo! 

A sociedade nunca estará satisfeita, isso a gente tem que saber. Vão rir se você for gordinha ou não tiver bunda e peito, se você gostar de Slipknot ou de Sorriso Maroto, se você for Evangélica ou Católica, se você usar uma calça estampada ou saia longa. Enquanto você não for a marionete pra todo mundo mover do jeito que quiser, vão rir de você e tentar te mudar. Mas que saber? Eu não me importo!

E vocês? Já passaram por situações assim? Me contem aqui nos comentários. Ah, e vou fazer um post sobre calças estampadas, aguardem!


16 comentários:

  1. Já passei por uma situação parecida. A gente nunca deve se abalar com os comentários!
    seu look tá lindo (: e por mais que achem ele estranho, quem tem que gostar é você!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, a pior é coisa é ficar se torturando. Aceitar-se!
      Beijos

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Helô! ameeeeei o seu look! Seu estilo é lindo, e você é linda do jeitinho que é. Manda um "VSFT = VÁ SER FELIZ TAMBÉM" para essas pessoas que criticaram! Beijos, saudades <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Mila obrigada. Saudades também, quando você aparece por aqui?

      Excluir
  4. Que história Helô...
    Se te acharam ridícula, é porque provavelmente não entendem nada de moda.

    A combinação do teu look ficou incrível! *-* Parabéns por ousar e mostrar aqui pra gente!
    Beijos, Taty do alertadetendencia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Taty obrigada. Teu blog tá de parabéns, hein?! Que vestido mullet lindo.

      Excluir
  5. a Taty ^ me mandou teu blog, e eu adorei, já deixa eu contar também: passo por algo assim, não por como me visto (se bem que as vezes...) mas tenho o blog e minha mãe nem sabe, tenho um medo dela não achar legal e dizer que é perda de tempo, de como as pessoas que eu conheço vão me olhar, essas coisas :\ mas com esse incentivo, vejo um lado mais positivo, colorido, e mais corajosa! beijo, boa semana

    ResponderExcluir
  6. Que bom que você gostou do blog Carol. Eu sei a apreensão que dá quando se tem um blog. Rola um medo de dizer pras pessoas e ser motivo de risos. Mas você pode se surpreender com sua mãe, quem sabe?! E manda seu blog!
    xoxo

    ResponderExcluir
  7. esse blog é da Heloisa Bezerra ou da Alice Renise?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O blog foi criado pela Alice Renise e como somos primas ela me convidou pra ser uma das blogueiras também. Ou seja, uma parceria. Mesmo considerando mais dela do que meu, acho que faço parte do Pequena Aventureira, me sinto feliz aqui.

      Excluir
    2. O blog de certa forma é meu. Eu criei, eu sou mais ativa, e a alma do blog é minha. Mas se a Helô tem coisas legais para falar e eu seus posts se identificam com o blog, porque não? De certa forma, o blog também é dela, ou seja, tem passe livre para postar a sua visão das coisas, dividir algo legal que encontrou por aí, ou fazer um desabafo como esse. Mas o intuito aqui não é brigar por um espaço. É claro que ela faz parte desse "mundinho" que não é só meu, é da Heloísa, da Camila, e de vocês também, leitores. :)

      Excluir
  8. http://liamasu.blogspot.com.br/ aqui?

    ResponderExcluir
  9. Amor, essa galera não tem mente aberta, o mais sensato a se fazer é ignorar! Adorei sua coragem de desabafar aqui, parabéns :)
    Linda, encontrei teu blog por acaso na internet e amei tudo aqui! O layout é um charme, e você escreve muito bem, parabéns!
    O meu blog vai fazer 3 anos daqui a alguns meses e eu tô com uma meta de 2mil seguidores antes dessa data. Será que eu posso contar com você pra isso? Dá uma olhada, se gostar, vou adorar te ter como seguidora!! :c
    Te espero lá, ok?
    Bjinhoss
    http://laialisafa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Nossa me identifiquei bastante com esse post. Eu tenho o erro de ir na opinião das pessoas, só vivo da opinião das pessoas e me abalo muito fácil com as críticas, já tentei dar a volta por cima, já tentei não ligar, mas não consigo é maior do que eu. Carrego o trauma de desde pequena ser criticada pela minha vó e comparada com minhas amigas e por meu peso, sempre pelo meu peso. Já fiz cada coisa para tentar um "alivio" instantâneo (se é que me entende) mas to tentando dar a volta por cima.

    E não sei pq falaram mal da sua roupa, acho super lindo esse estilo de se vestir e seu jeito independente de viver.

    Para não ficar no anonimo eu sou a Letícia, a Alice me conhece. :)
    http://www.facebook.com/LeticiaBomfimPedrosa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que quando a critica é construtiva, ok! Mas quando passa a ser só por criticar pra te deixar pra baixo, como sua vó, nos faz querer morrer, ou matar um. O problema é que temos o irritante hábito de nos magoar por algo que não nos serve de nada. Minha mãe é bem do tipo que me compara com outras pessoas e não há coisa que mais odeie. Mas olha, esse "alivio", como você mesma disse é instantâneo! Não é justo você se machucar quando não merecem isso!

      Excluir

Dê seu pitaco!