segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

"A breve segunda vida de Bree Tanner", eu li!

A Breve Segunda Vida de Bree Tanner
Título Original: The Short Second Life Of Bree Tanner
Autor: Stephenie Meyer
Editora: Intrínseca
Páginas: 190

Sinopse
Pela primeira vez Stephenie Meyer oferece aos fãs uma nova perspectiva do universo de “Crepúsculo”. Na voz de Bree Tanner, uma jovem vampira integrante do violento exército de recém-criados que assola a cidade de Seattle no terceiro volume da série, “Eclipse”, somos apresentados ao lado sombrio da saga. Bree vive nas trevas, sedenta por sangue. Não conhece sua verdadeira natureza e não pode confiar nos de sua espécie. Sua breve história acompanha a semana que antecede o confronto definitivo entre os recém-criados e os Cullen – a última semana de sua existência.


Desde que li "Crepúsculo", nunca mais abandonei a saga, e A Breve Segunda Vida de Bree Tanner não é diferente. Muito pelo contrário. Quando li "Eclipse" já sabia da existência de sua história em um livro, e já havia desejado lê-lo, talvez por isso a pequena Bree não me passou despercebida como na maioria, e me fez querer salvá-la das mãos de Jane e sua trupe, mesmo sabendo que se isso fosse possível, eu morreria. 
Saber do fim trágico de Bree não torna o livro desestimulante. Pelo contrário, ao desenrolar da história e ao passar das páginas, é como se você visse cada grão de areia da ampulheta da capa caindo, e cada grão diminui a vida de Bree, e cada página diminui a vida de Bree. E saber de seu fim é muito legal, porque você sente o seu tempo se acabando e procura saídas para que Bree não tenha o fim inevitável, e isso dá uma emoção muito legal ao livro.
E sobre Diego, ele é um monstro tão legal que faz pena. Mas apesar de ser demais, o romance dele e de Bree é rápido demais, falta mais um fogo, falta mais um tchã sabe? E fiquei super hiper ulta mega power decepcionada com o final de Diego, acho justo os dois morrerem, mas poxa, queria uma despedia mais bem elaborada.
Me decepcionei também com o Freaky Fred, no livro todinho parece que ele vai ser um cara super interessante no livro e vai super influenciar na história, e em compensação ficamos só esperando ele aparecer mais, mas ele fica sempre apagadão lá, qual é? Freaky Fred, amei seu final, mas no desenrolar da história você não rolou.
Em compensação, o toque de suspense quando Bree e Diego se juntavam para tentar entender o que ocorria é demais. E o terror das caçadas, e os vampiros dilacerados e selvagens é perfeito.  Saber o outro lado, o lado mau, dos vampiros de "Crepúsculo" é super exitante, é demais! No geral eu gostei do livro.


Olha a Bree no filme de "Eclipse". O nome da atriz que interpreta a Bree é Jodelle Ferland. Tenho medo dela nessa foto, uii.

Super recomendo! E aí, alguém aí já leu? Gostou?


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê seu pitaco!